coração

sábado, 23 de abril de 2016

“Mas em que consiste ser pobre?”


"Inseridos em uma sociedade de acúmulos e lucros, somos quase sempre sugestionados a associar o conceito de pobreza ao conceito de privação, ou, mais gravemente, ao conceito de miséria. Assim, em razão de uma visão puramente material, minamos o carácter essencial e transcendente desta especial virtude evangélica.

A espiritualidade franciscana, porém, nos convida a re-significar nossa experiência do “ser pobre”, fazendo-nos crer seja ela a prerrogativa de todas as virtudes, “a verdadeira investidura do Reino dos Céus, a segurança de Sua Posse Eterna e o antegozo da Felicidade Futura”...

“Mas em que consiste ser pobre?”

À luz da via penitência inaugurada por São Francisco de Assis, a real pobreza sintetiza-se como um especial modo de vida, uma opção fundamental, que nos confere o dom da total liberdade e, ao mesmo tempo, da plena dependência na benignidade da Providência Divina... É o estado da alma que se abandona confiantemente nas mãos de Deus, porque se reconhece na identidade do Filho Amado e guarda a certeza de que, em Cristo, tudo possui.
Mais do que a renúncia, a Pobreza é uma não-necessidade. Mais do que o esgotante vazio, a Pobreza é uma condição de plenitude e saciedade... por esta razão, frequentemente acompanha a gratuidade de um coração generoso e cedido. Aliás, talvez seja esta a sua grande característica: a capacidade de lançar-se sempre em uma nova oferta, em especial na oferta de si mesmo.
Percebamos: o verdadeiro pobre desmistifica a dimensão material de sua “pauperidade” e, num lançar-se no escuro, se faz aberto ao profundo da pobreza subjetiva... renúncia não somente às coisas, antes rompe com as imposturas e amarras de sua vontade pessoal, de sua vaidade, de seus humanos projetos, de seus pecados e inclinações... torna-se nu.

Despido e desprovido de tudo, põe-se no seguimento do Cristo Nu.... e, no radical cumprimento de seu discipulado, se permite assimilar uma nova faceta da Pobreza Evangélica: a faculdade de ter as mãos estendidas para também receber com gratidão os dons que o Senhor lhe confia.... em resumo, sabe receber com alegria os circunstantes acontecimentos da vida e ler em tudo um sinal do Amor Misericordioso do Pai."
 — em  Paróquia Imaculada Conceição Novo Gama.

      ( Tirado da linda página do Frei Diêgo Melo )

4 comentários:

  1. Obrigada por visitar o meu cantinho do céu. Deus te abençoe infinitamente!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por visitar meu cantinho. Deus te cubra de muitas bençãos!

    ResponderExcluir